E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode curar dores emocionais, Descobre que se leva anos para construir uma confiança, e apenas segundos para destruí-la.Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém… Algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo. E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! -William Shakespeare ( via yourmusicin❥mymemories)

Posted 25 October 2011, 2 years ago | 1 note | reblog this post
(originally uma-brasileira / via uma-brasileira)

Eu engoli durante um ano inteiro a falsidade da minha escola, tive um coração partido, pessoas que eu achava que eram meus amigos me decepcionaram, tive problemas em casa, senti muita saudade. E todas as marcas deixadas por esses fatos, eu superei, com um belo sorriso no rosto. Onde hoje eu posso dizer que sou forte.

Posted 25 October 2011, 2 years ago | 39,731 notes | reblog this post
(originally karolinwonderland / via uma-brasileira)
Posted 25 October 2011, 2 years ago | 10,511 notes | reblog this post
(originally l-o-b-o-t-0-m-y / via uma-brasileira)
Posted 25 October 2011, 2 years ago | 2,157 notes | reblog this post
(originally capitulatus / via uma-brasileira)
Posted 25 October 2011, 2 years ago | 1,305 notes | reblog this post
(originally shkfv / via uma-brasileira)

Desculpa, não consigo ser forte o tempo todo.

Posted 25 October 2011, 2 years ago | 4,200 notes | reblog this post
(originally eupreciso-doseusorriso / via uma-brasileira)

Vamos lá, abra o sorriso e finja que não está doendo. Afinal, quem você quer que se importe, não se importa.

Posted 25 October 2011, 2 years ago | 435 notes | reblog this post
(originally trumpp / via uma-brasileira)
Posted 25 October 2011, 2 years ago | 6,214 notes | reblog this post
(originally nao-perca-o-foco / via uma-brasileira)

Oi pequeno ! Então, como você tá ? Tá bem ? Tá feliz ? Sinceramente espero que sim (…) , O tempo passou né ? A distância entre nós aumentou, o abismo entre nossos sentimentos ressurgiu mais avassalador do que nunca (…) Dói em você ? Provavelmente não, mas infelizmente em mim dói, e dói muito, principalmente quando eu lembro do tempo em que você ao menos falava comigo e sentia minha falta. Juro, já tentei, e continuarei tentando afagar esse aperto no meu peito, apagar essa chama que se mantém acesa no meu coração (…) Se eu vou conseguir ? Talvez .. na verdade não sei se essa é a melhor solução, mas talvez seja o melhor a se fazer no momento. Queria, de verdade, que essas palavras atingissem teu coração, mas se isso não acontecer, só te peço uma coisa : Se cuida, por mim!

Posted 25 October 2011, 2 years ago | 101 notes | reblog this post
(originally no-reas0n / via 23--06)

Medo? Eu tenho muitos. Mas o maior é o de te perder, mãe

Levante-se e vá
Mude e seja forte
« page 11 of 15 »
theme por affectingyou, com detalhes de keepcal-m e elasocurtejackdaniels; don't copy and don't remove this tag.
see the credits..